As perguntas mais comuns feitas pelos pacientes sobre a Cirurgia Fobi - Capella

1. Qual o tamanho do nosso estômago?
2. O nosso estômago pode dilatar (crescer)?
3. O uso de banda inelástica pode ocasionar problemas?
4. A banda pode ser recolocada ou removida?
5. Porque se usa às vezes a colocação de um tubo no estômago que não vai mais ser usado (excluído)?
6. Qual a taxa de sucesso da cirurgia do Bypass tipo Fobi-Capella na perda de peso?
7. Qual é a velocidade da perda de peso?
8. A perda de peso muito rápida é perigosa?
9. O que é a estabilidade da perda de peso?
10. Qual a idade do paciente mais velho e mais moço operados por Bypass Gastrointestinal?
11. São utilizados grampos na cirurgia?
12. Quanto tempo dura uma cirurgia de Bypass Gastrointestinal sem complicações?
13. Outras cirurgias podem ser realizadas ao mesmo tempo do Bypass Gastrointestinal?
14. Quanto tempo dura a recuperação?
15. Quando eu posso voltar ao trabalho?
16. Há algo que eu possa fazer para minimizar a cicatriz?
17. Quanto, geralmente, um paciente submetido a cirurgia de Bypass gastrointestinal
18. Há alguma comida que não pode ser ingerida depois da cirurgia?
19. Eu vou ter que comer apenas uma colher de sopa de comida cada refeição para sempre?
20. O que acontece se eu comer muito?
21. Porque alguns pacientes não conseguem comer e beber ao mesmo tempo?
22. Posso beber oito copos de líquidos por dia como é recomendado para outras pessoas?
23. O que é o teste da pipoca?
24. Qual é o peso que se espera perder após a cirurgia?
25. Pode a avaliação pré-operatória ser feita por um médico da família?
26. Quais as possíveis complicações da cirurgia de Bypass Gastrointestinal?
27. A perda de cabelo é comum?
28. Existe alguma coisa que eu possa fazer para prevenir ou minimizar a perda de cabelo?
29. O que é síndrome de dumping?
30. O que eu faço se tiver dumping?
31. O que são os ataques de hipoglicemia que alguns pacientes submetidos a cirurgia de Bypass Gastrointestinal experimentam?
32. Há alguma coisa que eu possa fazer para prevenir o excesso de pele depois da perda de peso?
33. Eu terei que tomar as vitaminas para o resto da minha vida?
34. Eu terei que esmagar meus comprimidos?
35. Posso comprar as vitaminas em farmácias comuns?
36. O que acontece se eu não tomar as vitaminas?
37. Uma mulher pode engravidar e ter filhos depois da cirurgia?
38. Porque alguns pacientes passam por períodos de depressão depois da cirurgia?
39. Eu posso voltar a ganhar peso?
40. Qual é a rotina de seguimento dos pacientes submetidos a cirurgia de Bypass Gastrointestinal?
41. Porque os pacientes têm que passar por cirurgias de revisão?
42. Porque eu tenho que comparecer ao grupo de apoio antes da cirurgia?
43. Em quanto tempo eu poderia fazer sexo depois da cirurgia?

-------------------------------------------------------------------------------------

1. Qual o tamanho do nosso estômago?
R: Geralmente tem um volume de 15 a 30 ml, igual a 3 ou 4 colheres de água.

2. O nosso estômago pode dilatar (crescer)?
R: Sim, mas devido ao pequeno tamanho isso não é problema. Além do mais colocamos o anel inelástico no estômago para impedir que isso aconteça.

3. O uso de banda inelástica pode ocasionar problemas?
R: Sim, não é freqüente (menos de 2% dos casos), mas pode acontecer. Ele pode ficar muito apertado e provocar vômitos quando o doente come muito depressa, ou pode migrar para dentro do estômago. Estas situações podem ser resolvidas pela nossa equipe. Porem, a presença do anel inelástico ajuda o paciente a perder mais peso pois a perda da fome (saciedade) dura por mais tempo. Em alguns pacientes intencionalmente não colocamos o anel.

4. A banda pode ser recolocada ou removida?
R: Sim, tanto pode ser recolocada ou removida por cirurgia quando o paciente vai fazer uma cirurgia de vesícula biliar, hérnia ou cirurgia plástica, ou pode ser retirada por endoscopia quando ela penetra no interior da luz do estômago.

5. Porque se usa às vezes a colocação de um tubo no estômago que não vai mais ser usado (excluído)? A Gastrostomia.
R: Porque em alguns casos oferece mais segurança ao paciente, quando algumas complicações como fistulas acontecem. Mas a colocação do tubo é feita em menos de 30% dos pacientes. Porém alguns cirurgiões famosos colocam em todos os casos, outros nunca colocam esse tubo. O uso da Gastrostomia diminui a necessidade de reoperação nos casos de algumas complicações, além de ajudar no uso de medicamentos e alimentos no caso de dificuldade de esvaziamento do “novo” estômago.

6. Qual a taxa de sucesso da cirurgia do Bypass tipo Fobi-Capella na perda de peso?
R: Mais de 90% dos pacientes perdem mais de 50% do excesso de peso ou seja do peso que tinham a mais do seu peso ideal.

7. Qual é a velocidade da perda de peso?
R: A maior parte do peso é perdida nos primeiros seis meses, e vai progredindo até mais de dois anos. O aumento de atividade física pode acelerar esta perda, se também houver uma restrição do açúcar, significativa.

8. A perda de peso muito rápida é perigosa?
R: Geralmente não, um paciente, durante a perda de peso, deve receber suplementação vitaminica. Exames de sangue são realizados regularmente para monitorar o estado nutricional e bioquímico.

9. O que é a estabilidade da perda de peso?
R: Depois da cirurgia, os pacientes passam por um período em que não há mais perda de peso. Isso é chamado de platô da perda de peso, e ocorre após 12 a 18 meses.

10. Qual a idade do paciente mais velho e mais moço operados por Bypass Gastrointestinal?
R: Os mais jovens estão na faixa de 15 a 17 anos, e os mais idosos até 70 anos.

11. São utilizados grampos na cirurgia?
R: Sim, grampeadores são usados para cortar e costurar o estômago e o intestino delgado, e sem eles não seria possível realizar a cirurgia em pacientes obesos. Esses grampos não oferecem nenhum perigo ao paciente.

12. Quanto tempo dura uma cirurgia de Bypass Gastrointestinal sem complicações?
R: Cerca de duas horas, mais ou menos

13. Outras cirurgias podem ser realizadas ao mesmo tempo do Bypass Gastrointestinal?
R: Sim, colecistectomia (vesícula biliar), histerectomia (útero), correção da hérnia de hiato, correção de hérnia umbilical e ventral são alguns dos procedimentos que podem ser realizados ao mesmo tempo. Cirurgias adicionais aumentam o tempo cirúrgico e os riscos da cirurgia.

14. Quanto tempo dura a recuperação?
R: Três a quatro semanas, sem atividades extenuantes. A maioria dos trabalhos de escritório e rotineiros podem sem reiniciados em cerca de semanas. Nos pacientes submetidos à cirurgia pela via laparoscópica os períodos tendem a ser encurtados.

15. Quando eu posso voltar ao trabalho?
R: Se você tem um trabalho não exaustivo, você pode voltar a trabalhar em duas a três semanas se aprovado pelo cirurgião. Se não, você pode ficar afastado do serviço por até quatro semanas.

16. Há algo que eu possa fazer para minimizar a cicatriz?
R: Deixe o curativo na incisão o maior tempo possível. Alguns pacientes usam cápsulas de vitamina E para ajudar na cicatrização ou alguns adesivos com corticóide.

17. Quanto, geralmente, um paciente submetido a cirurgia de Bypass gastrointestinal precisa comer durante um dia?
R: É recomendado que ele coma pequenas quantidades, quatro a cinco vezes ao dia nos primeiros seis meses. Depois, de três a quatro refeições regulares, se necessário, para evitar hipoglicemia.


18. Há alguma comida que não pode ser ingerida depois da cirurgia?
R: Na verdade não, os pacientes podem apresentar alguma intolerância alimentar, mas isso varia de paciente para paciente. Se você come algo que não lhe faça bem, experimente tentar alguns meses depois. Vegetais, frutas e carne devem ser evitadas durante as primeiras quatro semanas e devem ser batidas ou dissolvidas em vitaminas, caldos etc.

19. Eu vou ter que comer apenas uma colher de sopa de comida cada refeição para sempre?
R: Não! Depois que você aprender a comer e mastigar corretamente, sua refeição típica será de aproximadamente ¼ ou menos do que você costumava comer antes da cirurgia, ou seja, será o suficiente para você não sentir mais fome.

20. O que acontece se eu comer muito?
R: Você vai regurgitar. Você pode perceber quando se sentir satisfeito. Este é o ponto que você deve parar de comer para evitar a regurgitação.

21. Porque alguns pacientes não conseguem comer e beber ao mesmo tempo?
R: A pratica leva a perfeição. Isso, porém, não é recomendado, pois a bolsa é pequena (15 a 30 ml) e isso facilita a regurgitação.

22. Posso beber oito copos de líquidos por dia como é recomendado para outras pessoas?
R: Nós não recomendamos isso. Se você quiser, pode, mas beba pequenas quantidades de cada vez. Nós recomendamos beber entre as refeições, em quantidade necessária para satisfazer sua sede. Não é aconselhável beber e comer ao mesmo tempo. Muitos pacientes tem aprendido a carregar uma garrafa de liquido e tomar golinhos entre as refeições.

23. O que é o teste da pipoca?
R: Alguns pacientes pensam que estão entupidos ou que a bolsa seja muito pequena, causando-lhes, então, regurgitação. Para diferenciar se o vômito ou regurgitação é devido ao pacientes estar bebendo ou comendo muito rápido ou o paciente não estar mastigando adequadamente antes de engolir versus se há problemas mecânicos com a operação, ao paciente é aconselhado comer um pouco de pipoca. Se não há regurgitação ou vômito, então não há problema obstrutivo mecânico com a operação. O paciente deve estar comendo muito rápido, mastigando inadequadamente ou engolindo grandes quantidades de comida ao mesmo tempo. É porque a pipoca só pode ser engolida depois de ser bem mastigada e engolida em pequenas quantidades.

24. Qual é o peso que se espera perder após a cirurgia?
R: A perda de peso varia dependendo do peso antes da cirurgia, hábito alimentar após a cirurgia e nível de exercício após a cirurgia. A maioria dos pacientes perde mais de 1/3 do seu peso original no período de dois anos, ou em média 65 a 75 % do excesso de peso, ou mais.


25. Pode a avaliação pré-operatória ser feita por um médico da família?
R: Sim, isso pode ser planejado no consultório. Nós insistimos que seu medico faça parte do acompanhamento do período pré e pós-operatório.

26. Quais as possíveis complicações da cirurgia de Bypass Gastrointestinal?
R: Possíveis complicações incluem o período pré-operatório, intra-operatório, pós-operatório e complicações tardias.

* Complicações pré-operatórias incluem ataques de ansiedade, oscilação de humor, reações alérgicas às medicações pré-operatórias e problemas com a anestesia.

* Complicações intra-operatórias podem incluir sangramento, danos a estruturas ou órgãos intra-abdominais, hipotensão, arritmia cardíaca e outras.

* Complicações pós-operatórias incluem sangramento, infecção, colapso pulmonar, pneumonia, trombose venosa, embolia pulmonar, náusea, diarréia, dificuldade para respirar sem um aparelho, dor, torpor, dificuldades na passagem da urina, obstrução intestinal. Os índices de mortalidade variam de 0,5% a 1%, dependendo das séries avaliadas.

* Complicações tardias incluem a perda parcial de cabelo (temporária), depressão (às vezes), estenoses, erosão da banda, fistula gástrica, obstrução intestinal, hérnia incisional, perda de peso inadequada, deficiência de vitaminas lipossolúveis como a vitamina A, D, E e K, deficiências de cálcio, ferro, B12, deficiência de acido fólico, osteoporose e anemia. Existem problemas ocasionais com certos tipos de intolerância alimentar, síndrome de dumping, diarréia e ataques de hipoglicemia.

Porém todas estas complicações são pouco freqüentes e podem ser tratadas adequadamente.

27. A perda de cabelo é comum?
R: Sim, a perda do cabelo é produto da quebra de proteínas. A qualquer momento durante a perda rápida de peso, você pode ter queda de cabelo. Interessantemente, algumas pessoas não tem nenhuma alteração capilar. Mas, este é um problema temporário. Isso dura entre três a onze meses depois da cirurgia, mas, após este período volta ao normal.

28. Existe alguma coisa que eu possa fazer para prevenir ou minimizar a perda de cabelo?
R: Tente utilizar e aumentar a suplementação de proteínas e zinco, Comparecer a clinica para melhor orientação, pois formulamos uma receita que tem obtido excelentes resultados.

29. O que é síndrome de dumping?
R: Dumping é quando, depois de você beber ou comer, você sente o seu coração bater mais rápido, com suores, tremores ou tonturas. Você também pode sentir urgência em usar o banheiro. Qualquer combinação desses sintomas relatados acima ocorre em graus variados de severidade, dependendo do que você comeu. Alguns pacientes sentem isso depois de comer alguma quantidade de açúcar e outros depois de alimentos muito gordurosos como sorvete. Tente evitar doces.

30. O que eu faço se tiver dumping?
R: Sente-se ou fique em repouso. É normal que esta sensação desapareça em menos de 30 minutos. Anote exatamente o que você bebeu ou comeu. Depois de alguns episódios de dumping você estará apto para perceber quais os alimentos e bebidas que deverá evitar.

31. O que são os ataques de hipoglicemia que alguns pacientes submetidos a cirurgia de Bypass Gastrointestinal experimentam?
R: É muito similar a síndrome de dumping no que diz respeito às sensações que a pessoa experimenta. A pessoa fica com náusea, trêmula, aflita ou sudoréica. O paciente pode passar por uma sensação de batedeira no coração. Os ataques freqüentes ocorrem entre as alimentações e se deve à alimentação inadequada ou a longos intervalos entre as refeições. O melhor tratamento preventivo é fazendo uma dieta balanceada e a intervalos regulares. É fundamental alimentar-se pela manhã, tomar café com leite ou frutas, etc.

32. Há alguma coisa que eu possa fazer para prevenir o excesso de pele depois da perda de peso?
R: Os exercícios podem ajudar, mas se você perder uma quantidade muito grande de peso é muito provável que você fique com excesso de pele, e necessitará de correções através de cirurgias plásticas, que são feitas após pelo menos um ano da cirurgia de estômago.

33. Eu terei que tomar as vitaminas para o resto da minha vida?
R: Sim, é altamente recomendável e obrigatório.

34. Eu terei que esmagar meus comprimidos?
R: Não necessariamente. Alguns pacientes podem engolir os comprimidos por inteiro, Outros cortam ou esmagam para melhor engoli-los. Há também vitaminas na forma líquida.

35. Posso comprar as vitaminas em farmácias comuns?
R: Você pode comprar em qualquer farmácia. Apenas esteja atento para que sejam as mesmas vitaminas, e que estejam na concentração recomendada pelo seu médico, pois são complexos especiais de vitaminas.

36. O que acontece se eu não tomar as vitaminas?
R: Você terá deficiência de vitaminas. Isso inclui alterações neurológicas, mudanças na pele e outras anormalidades metabólicas. Isso pode ser difícil de diagnosticar e levar tempo. Portanto, vitaminas, cálcio e ferro suplementares devem ser ingeridos após a cirurgia, com prescrições feitas por seu médico.

37. Uma mulher pode engravidar e ter filhos depois da cirurgia?
R: Sim, se não houver problemas de fertilidade. É recomendado as pacientes que foram submetidos à cirurgia que esperem pelo menos um ano antes de engravidar.

38. Porque alguns pacientes passam por períodos de depressão depois da cirurgia?
R: A maioria por expectativa irreais em relação aos resultados da cirurgia. O grupo de acompanhamento ajuda aos pacientes neste tipo de problema. Ocasionalmente, os pacientes precisam de ajuda psiquiátrica, ou psicológica que dispomos em nossa Clínica.

39. Eu posso voltar a ganhar peso?
R; A cirurgia é uma ferramenta para o controle do seu peso. Se você não usar corretamente, pode acabar recuperando parte do seu peso de antes da cirurgia, porem nada que possa preocupá-la, o aumento de peso nas cirurgias de Fobi-Capella, não passam de 5 a 10 % do último peso atingido.

40. Qual é a rotina de seguimento dos pacientes submetidos a cirurgia de Bypass Gastrointestinal?
R: Geralmente, os pacientes são agendados para uma consulta entre sete a dez dias depois da cirurgia, e então com 30 dias, três meses, seis meses, depois a cada três meses no primeiro ano – e duas vezes por ano a partir do segundo ano. Se as datas são longas para as suas necessidades, ligue para o IGCC-CCOC e marque uma consulta, mesmo que em horário especial.

41. Porque os pacientes têm que passar por cirurgias de revisão?
R: As cirurgias de revisão são realizadas devido a problemas de obstrução intestinal, perda muito severa de peso, perda insuficiente de peso. Cerca de até 2% dos pacientes ao ano necessitarão de cirurgia de revisão.

42. Porque eu tenho que comparecer ao grupo de apoio antes da cirurgia?
R: Para aprender mais sobre a cirurgia e falar com outros pacientes sobre suas experiências. Uma figura vale mais que mil palavras. Isso torna você um paciente mais informado e facilita a sua apreciação do assunto. É altamente recomendado que você traga amigos e familiares para estes encontros, ou que assista as fitas que emprestamos aos pacientes.

43. Em quanto tempo eu poderia fazer sexo depois da cirurgia?
R: Habitualmente cerca de três semanas.